10 coisas que todo profissional de comunicação deve fazer depois da faculdade

10 dicas especiais principalmente para os estudantes que acabaram de se formar!

As dicas geralmente são apresentadas para empresas e como as mesmas podem agir no digimundo empresarial. Porém dessa vez os pontos levantados são direcionados para todos os alunos de comunicação que acabaram de se formar e ainda não conseguiram visualizar uma luz concreta ao final do túnel. São 10 dicas básicas que cabem para quase todos os ramos da comunicação. Todas são por experiência própria. 🙂

1. Crie um portfólio

Todos os trabalhos que você já produziu, seja em texto, vídeo, áudio, design, fotografia ou administração de eventos, em estágios ou particularmente, você deve enviar para um portfólio online. Por que online? Porque dessa maneira você será mais facilmente encontrado por empresas ou contratantes. Não precisa ser nada extremamente profissional, mas lembre-se: é interessantíssimo aliar bom conteúdo com boa aparência. No mundo dinâmico e 2.0 de hoje, não basta apenas ter um bom conteúdo ou uma boa apresentação, é preciso que a capa do livro e seu interior sejam ímpares.

2. Sempre atualize suas plataformas digitais

Você ainda não tem um blog? Bom, mesmo com esse grave erro cometido para um profissional de comunicação, nunca é tarde para começar. Um blog demonstra sua capacidade de construção de textos, seu apego ao design e sua administração com algo que requer tempo e aplicação. Além dos blogs, existem centenas de milhares de plataformas para quem quer publicar os mais diversos tipos de trabalhos para expor ao mundo. Faça seu próprio cartão de visitas online!

3. Use seu network

Durante toda a faculdade você foi a vários eventos, congressos, palestras, seminários e apresentou diversos trabalhos, certo? Pois bem, com certeza você deve ter em casa um pilha gigantesca de cartões de visita desses profissionais. Agora é a hora de usá-los! Faça contato, peça informações e dicas de cursos e eventos para a continuação da sua carreira. Mas JAMAIS peça emprego. Isso queimaria seu filme por muito tempo!

4. Preocupe-se com sua imagem

Dependendo com o que você quer trabalhar ou onde, uma renovação em seu visual físico e intelectual é importante. Renove, também, seu guarda-roupa, com peças mais “sérias” e menos “universitárias”. Tente evitar ir a um encontro, mesmo informal, com camisetas do estilo “bebo até cair”, ou “peguei todas”. Lembre-se: você é um profissional de comunicação e se não sabe nem ao menos passar uma imagem para seus chefes, o que dirá para um público de massa.

5. Preocupe-se com sua reputação

JAMAIS deixe de ser você mesmo, mas NUNCA seja sempre o mesmo. Fotos em bebedeiras, posições obscenas ou pejorativas não são positivas nas empresas. Todos profissionais de comunicação estão expostos ao público, por isso qualquer deslize é o suficiente para derreter sua inicial carreira. E isso não é conversa fiada. Cerca de 70% das empresas já desclassificaram um candidato tendo como base seu comportamento nas redes sociais. Quer pagar para ver?

Confira também  Blogs: como escolher um nicho de atuação

6. Use seus professores de forma positiva

Ligar somente nas datas de aniversário ou em promoções é um péssimo jeito de manter contato com seus mestres. Os professores sempre estão ligados e atualizados quanto ao mercado de trabalho. Procure-os para dúvidas, dicas e indicações de cursos e mestrados. Mantenha uma amizade, se possível, e não somente um contato profissional. Falo isso por experiência própria. Muitas portas que já me foram abertas, tanto no âmbito acadêmico quanto profissional, foram graças ao meus contatos de amizade com antigos e atuais professores.

7. Sempre tenha sonhos

Não importa se você quer trabalhar em uma grande corporação, em uma grande agência de comunicação ou abrir seu negócio de mídia. Sonhe sempre e, principalmente, vá atrás dos seus objetivos! Não se deixe intimidar com problemas, complicações, relacionamentos amorosos, condições financeiras ou físicas ruins. Lembre-se: ambição é um sonho sadio que você tem e deve correr atrás. Ganância é uma vontade incontrolável que você tem de adquirir algo, muitas vezes impulsionada pela inveja. Saiba diferir um do outro!

8. Tenha sempre um plano B provisório

Sejamos francos: o mercado dos meios de comunicação está saturado com tantos profissionais, tantas universidades vagabundas que projetam profissionais baratos e, logicamente, vem sofrendo os impactos da revolução digital. Não desanime! Sempre tenha uma condição extra, um plano B para continuar em frente até conseguir seus objetivos. Não importa a faculdade que você cursou, o que vale é a capacidade de renovação frente aos problemas impostos.

9. Jamais deixe de estudar

Após a faculdade muitos se acomodam, achando que com um diploma já conseguirão algo. Bom, todos devem saber que diploma já não enche barriga de ninguém. Faça pós-graduação, de preferência na sua área e em outra. Especialize-se em diversos pontos, nunca em só um. Faça mestrado, doutorado, cursos extras, aprenda línguas, mantenha-se antenado às mudanças da sua profissão. A quantidade de cursos online e gratuitos de universidade renomadas mundialmente é enorme. Isso ajuda a você enxergar diferentes cenários com diferentes olhares. Não seja um profissional limitado!

10. Produza frenética e compulsivamente

Produza o tempo todo. Escreva artigos, artigos científicos, textos, resenhas, faça vídeos, entrevistas, ilustrações, peças, desenhe, crie, faça! Jamais deixe de produzir. Ouse o tempo todo. Vá de encontro aos temas propostos na sua profissão e desafie-os para um pensamento diferenciado! Quando você tiver várias coisas publicadas, volte ao passo 1 e as inclua em seu portfólio, agora profissional e sempre online. Isso é um ótimo exercícios para desenvolver novas habilidades e, quem sabe, descobrir novas vocações que você nem ao menos cogitava possuir.

Ton Torres

Jornalista e blogueiro. Mestre em Divulgação Científica e Cultural (MDCC) pela Unicamp. Pós-graduado em Tecnologia, Formação de Professores e Sociedade pela Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) e pós-graduado em Jornalismo Científico (Unicamp).

0 thoughts to “10 coisas que todo profissional de comunicação deve fazer depois da faculdade”

  1. Só não concordo que pedir emprego é queimar filme, penso que o ato de pedir um emprego demonstra interesse, proatividade e, que, principalmente, gosta de trabalhar!!!

    1. Olá Chris! Demonstrar interesse por uma vaga é uma coisa, mas pedir emprego na cara dura e sme o menor pudor é um ato não muito profissional. Mas cada um tem um visão. Tks pelo comentário! 🙂

  2. Olá pessoal do mídia8, realmente gostei muito do post, sou um recém formado e tennho tomado essas atitudes e me indentifiquei muito com o texto!Realmente muito bom! Parabéns!

  3. Olá pessoal do mídia8, realmente gostei muito do post, sou um recém formado e tennho tomado essas atitudes e me indentifiquei muito com o texto!Realmente muito bom! Parabéns!

  4. Simone, sempre há o "jeitinho" para pedir o emprego, né? rsQuanto às roupas, pelo que tenho visto muita gente já acha isso não tão relevante. É interessante, pois quem sabe não rola uma nota de rodapé dizendo que as roupas não influenciam mais :)Sobre se exibir negativamente, já presenciei amigos que foram excluídos de entrevistas por estarem associados à redes ou comunidades que não estão em padrões com o senso comum. A questão aqui não é preconceito ou não gostar de pessoas que se "divirtam". A questão é sobre se a empresa quer pagar pra ver se associa o nome da sua marca à essas pessoas.Obrigado pelo comentário!

  5. Simone, sempre há o "jeitinho" para pedir o emprego, né? rsQuanto às roupas, pelo que tenho visto muita gente já acha isso não tão relevante. É interessante, pois quem sabe não rola uma nota de rodapé dizendo que as roupas não influenciam mais :)Sobre se exibir negativamente, já presenciei amigos que foram excluídos de entrevistas por estarem associados à redes ou comunidades que não estão em padrões com o senso comum. A questão aqui não é preconceito ou não gostar de pessoas que se "divirtam". A questão é sobre se a empresa quer pagar pra ver se associa o nome da sua marca à essas pessoas.Obrigado pelo comentário!

  6. Bastante motivador o artigo, gostei! Apena algumas considerações sobre os itens 3 a 5. Não dá para pedir emprego?rs 3 – Sei que é quase mendicância, mas então já me queimei algumas vezes. rs 4 – As roupas para publicitários não valem muito …. Mas, concordo quanto a seriedade a ser passada. 5 – Discordo. O que mais vejo é gente que se expõe horrores conseguindo trampo. Rodinhas de bar, tira onda, exibicionismo …E, por enquanto achei que tinha encontrado meu plano B. Avante, rapaz!

  7. Bastante motivador o artigo, gostei! Apena algumas considerações sobre os itens 3 a 5. Não dá para pedir emprego?rs 3 – Sei que é quase mendicância, mas então já me queimei algumas vezes. rs 4 – As roupas para publicitários não valem muito …. Mas, concordo quanto a seriedade a ser passada. 5 – Discordo. O que mais vejo é gente que se expõe horrores conseguindo trampo. Rodinhas de bar, tira onda, exibicionismo …E, por enquanto achei que tinha encontrado meu plano B. Avante, rapaz!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *