Portal reúne estudos de casos sobre redes sociais

cases em redes sociais
Sempre que precisamos citar um case - seja ele bom ou ruim – ocorrido nas redes sociais, nós nos deparamos com o seguinte problema: onde foi mesmo que vimos alguém comentando sobre aquele caso? Vídeos, textos, entrevistas ou simples comentários muitas vezes se perdem no “esquecimento”, já que acabamos usando o exemplo A pelo simples fato de não lembrarmos do exemplo B.
Idealizado pelo consultor e estrategista em mídias sociais, Estevão Soares, da Estrategi.ca, o portal Estudo de Caso, ainda em versão alpha, pretende reunir boa gama de cases brasileiros e internacionais que rolaram na social media, tanto fatos negativos, como o eterno senhor Boreli e seu lema “não é uma Brastemp“, vídeo que caminha para 900 mil visualizações e mais de 5 mil comentários, ou ações positivas,  como o curta Kony 2012, o viral mais rápido da história sobre um criminoso de guerra de Uganda.
“Por vários momentos da minha vida acadêmica e profissional, precisei de um local onde pudesse encontrar cases de diversas áreas e nunca encontrei. Todo o conteúdo relacionado a estudos de caso acaba ficando muito fragmentado e, seja para aprender, para enriquecer um trabalho ou projeto, cases sempre tiveram uma grande utilidade, limitada, mas não insignificante por conta disso”, comenta Estevão.
E para quem acha que o projeto é recente, o domínio estudodecaso.com foi registrado em 2009. “Pensando em criar algo do tipo, encontrei outros dois amigos que tinham o mesmo desejo, o Paulo Benetton e o Rhamsés Soares. Eu registrei o domínio e eles já haviam registrado o @ do Twitter. Depois de nos conhecermos no Facebook Marketing Garage, nos reunimos, fizemos reuniões, configuramos o domínio, escolhemos algumas estruturas necessárias e ficou aí… cada um, por conta de projetos pessoais, acabou seguindo outro caminho. O projeto ficou encostado, mas continuamos bons amigos”, complementa Estevão.
cases em redes sociais
Recentemente por conta de uma necessidade acadêmica, dessa vez, a necessidade de apresentar um projeto no MBA da FGV, Estevão Soares se viu obrigado a colocar tudo no ar novamente. “Conversei com o Paulo e o Rhamsés e eles gentilmente cederam o @estudodecaso para o projeto. Em apenas 48 horas, o projeto estava funcionando”, explica.
O projeto entrou oficialmente nessa sexta-feira e já obteve ótima repercussão. “O primeiro dia foi um sucesso, tive que migrar para um servidor dedicado para atender melhor a todos. 
O projeto ainda está no início, com poucos cases, mas a ideia é que a colaboração vinda de profissionais, agências e empresas do mercado, tornem tudo mais interessante. Além de dar uma oportunidade para bons negócios e profissionais se destacarem, a discussão em torno desses cases transformará o Estudo de Caso numa fonte única de informação e aprendizagem”, planeja o profissional.
E você? Conhece alguma case bacana que merece estar entre os itens litados? Segundo Estevão Soares, até o final do mês ao menos 100 estudos estarão no ar. É claro que a ajuda de todos vocês é mais do que necessária para que esse projeto se torne um referencial de peso para todos nós, profissionais, estudantes ou meros curiosos. Para enviar dica de um case, basta clicar aqui. Para quem quiser ficar pode dentro de todas as oportunidades, não deixe de conferir o Twitter e a página do projeto no Facebook.
Por Cleyton Carlos Torres, jornalista e blogueiro.

Jornalista e blogueiro. Pós-graduado em assessoria de imprensa, gestão da comunicação e marketing e pós-graduado em política e sociedade no Brasil contemporâneo.

Deixe uma resposta

Cadastre-se em nossa newsletter

  • Receba dicas diretamente no seu e-mail
  • Fique por dentro das novidades do blog
  • Seu e-mail nunca será compartilhado com terceiros